O presidente búlgaro Rosen Plevneliev concedeu entrevista informando que está planejando realizar um pronunciamento à nação para definir uma data e uma lista de perguntas para um próximo referendo sobre regras de votação.

Plevneliev disse a repórteres que está trabalhando em conjunto com o Parlamento para encontrar uma solução viável para que a votação seja realizada junto com a eleição para prefeitos e vereadores municipais neste outono.

“Não só eu e um número de partidos políticos, mas também o povo búlgaro ficou atrás de três questões que foram colocadas e, infelizmente, a idéia de uma consulta nacional foi rejeitada pela Assembleia Nacional anterior”, afirmou o chefe de Estado.

O presidente também afirmou que somente alguns detalhes ainda precisam ser acertados, mas se recusou a dizer se as questões levantadas serão as mesmas do passado: a introdução do sistema majoritário para a metade dos deputados, tornando-se obrigatória o voto e o e-voting.

Enquanto isso, no Brasil, a chance de uma reforma política ser aprovada por um referendo é praticamente nula.

fonte: novinite.com (Sofia News Agency)
Crédito da foto: Foter / CC BY-SA

About the author

Publicitário, atual presidente da Associação dos Moradores e Amigos de Moema (AMAM), diretor das ONGs Instituto Brasil Social e Sustentável (que atua no setor carcerário) e Casa dos Curumins (atua com crianças no bairro da Pedreira). Eleito conselheiro (2013-2015) para representar o distrito de Moema no Conselho Participativo Municipal (CPM) e 1º secretário (2015-2017) no Conselho Comunitário de Segurança (Conseg). Ex-aluno de Jornalismo da Faculdade Cásper Líbero e Economia da FEA/USP.

Leave a reply.

You must be logged in to post a comment.